GRUPO DE PESQUISA FUNDAMENTOS TEÓRICOS, METODOLÓGICOS & HISTÓRICOS DA ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO

 

Quem somos ?

Somos um grupo de estudo e pesquisa, composto por professores, alunos de graduação e de pós-graduação e profissionais, oriundos de diversas instituições do país. O grupo é formalmente vinculado à Escola de Ciência da Informação, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Os membros do grupo se reúnem desde 2012 em encontros para leitura de textos e discussão sobre os fundamentos da Organização da Informação. Atualmente, as reuniões do ano são previamente programadas por plano de estudos, discutido por todos, e são sempre realizadas por videoconferência. A cada início de ano, é feita uma reunião de avaliação, visando revisão e planejamento.

O objetivo do grupo é servir como espaço de estudo da literatura fundamental do campo sobre Organização da Informação, e de discussão sobre os temas estudados, em sua relação com as atividades de ensino, pesquisa e prática profissional de seus membros.

A percepção sobre a necessidade de elaboração de fundamentos da Organização da Informação parte da premissa de que aspectos históricos e conceituais são alicerce tanto para os antigos quanto para os novos contextos informacionais. Os estudos partem, também, da necessidade de problematização de algumas dicotomias, ainda carentes de amadurecimento no campo, como teoria versus prática, aspectos técnicos versus aspectos humanos e sociais e graduação em Biblioteconomia versus pós-graduação e pesquisa em Ciência da Informação. A mera reprodução dessas distinções e a ênfase sobre um dos elementos ou outro têm demonstrado o não enfrentamento sobre o significado destes termos e o lugar que ocupam no campo.

As atividades do grupo têm influenciado a formação acadêmica de seus membros e propiciado acúmulo de conhecimento coletivo, fomentando, assim, atividades de ensino, pesquisa e de desenvolvimento profissional em Organização da Informação.

O grupo está registrado no Diretório dos Grupos de Pesquisas do CNPq desde 2015. O registro do grupo pode ser acessado pelo seguinte endereço: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4000838199891004.

Como produtos, os membros do grupo desenvolvem palestras, publicam artigos e livros, além de produzirem suas monografias de graduação, dissertações e teses sobre os temas relativos às linhas de pesquisa discriminadas a seguir: 

• DOCUMENTO E MEDIAÇÃO DA INFORMAÇÃO •

Estuda a Organização da Informação como parte do conjunto das ações de mediação da informação, entendidas como ações que promovem a transformação do objeto em documento. Define-se documento como objeto material, abordado informacionalmente. Portanto, documento não é um objeto em si, in natura, pois sua existência como tal depende da interpretação que se faz dele. O conceito é desenvolvido em especial no contexto da disciplina Documentação, como proposto por Paul Otlet, no início do século XX, e desenvolvido na linha francesa por Suzanne Briet e posteriormente pelos pesquisadores franceses que constituíram as Sciences de l’Information et de la Communication (SIC), em especial Jean Meyriat. Documentação – e o conceito de documento sobre o qual se desenvolve – é disciplina adotada como fundamental para compreensão e desenvolvimento do campo, haja vista pautar-se pela centralidade das ações de mediação documentária, ou seja, ações entre documentos e públicos, visando comunicação que conduza à apropriação da informação por eles.

• FUNDAMENTOS HISTÓRICOS DA ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO •

Explora fundamentos teóricos e metodológicos da Organização da Informação na perspectiva de sua constituição histórica em torno das disciplinas Bibliografia, Biblioteconomia e Documentação, considerando as relações e dissensões entre elas que conduziram à constituição do campo. Busca-se identificar as ideias propostas no tempo, observando continuidades e rupturas que decorreram em permanências e mudanças. Especificamente, explora-se a construção dos conceitos que singularizam o campo, muitas vezes pela proposição de termos diversos, cujo acúmulo permite entrever seus objetos fundamentais, como documentos e públicos, e seus processos básicos, instrumentos correspondentes e produtos resultantes, tendo em vista a função de socialização da informação.

• FUNDAMENTOS TEÓRICOS E METODOLÓGICOS DA ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO •

Explora aspectos teóricos e metodológicos da Organização da Informação, abordando histórica e conceitualmente processos e instrumentos, tendo em vista a caracterização geral e específica de diversos tipos de documentos, como textuais e musicais. Considera-se como processos básicos a produção de bases de dados e a produção de arranjos de documentos. Quanto às bases de dados, estuda-se a representação descritiva e a representação temática, colocando em pauta questões como a formação de pessoas e o papel da normatividade. Quanto aos instrumentos, privilegia-se as linguagens documentárias, tanto as classificatórias quanto as de indexação, considerando-se suas características estruturais e funcionais. Faz-se uso dos estudos de linguagem, como base fundamental do campo, incluindo as teorias e métodos terminológicos, que permitem representação da linguagem dos públicos para uma comunicação com eles.

 

Data da última atualização da seção: 13/03/2022, às 13h23